RP e Moda: a visão de quem atua na área

Para esclarecer como é o dia a dia do profissional de RP, quais os diferentes caminhos que a profissão toma no universo fashion, conversei com duas pessoas bem sucedidas na área. Marcello Manzini, assessor de moda e comunicação do Grupo Armani Brasil, e Carol Althaller, relações publicas da WGSN, empresa líder mundial em pesquisa de tendências de consumo e comportamento.

Marcello Manzini está há 10 anos no Grupo Armani Brasil. Começou como promotor de vendas, depois foi programador visual e agora é assessor de Moda e Comunicação do Grupo.

No dia a dia, ele atende os produtores e editores de moda das principais revistas do país. Estes levam a pauta e Marcello os ajuda a encontrar as peças que se encaixam em suas matérias, dentro das marcas que ele representa (Giorgio Armani, Empório Armani, Armani Jeans, Armani Collezioni e A|X Armani Exchange e D&G).

Também faz clipagem dos editoriais de moda em que as marcas aparecem. Depois de feita a clipagem, as envia para as lojas, já que, como ele mesmo disse, “esse tipo de ação é ferramenta fundamental para uma equipe de vendas”.

Outra parte de seu trabalho é fornecer para a imprensa todos os detalhes, imagens e releases sobre desfiles, red carpet, lançamentos e outras ações que envolvem o Grupo Armani, que recebe diariamente das matrizes em Milão e New York, no caso de A|X Armani Exchange.

Marcello, que é formado em Comunicação Visual pela FAAP São Paulo, ressalta: “estou neste cargo por oportunidade e relacionamento que sempre tive durante esses anos todos com pessoas de moda. É claro que ao passar do tempo você acaba se apaixonando pelo que faz, e quer sempre aprimorar seu trabalho. Por esse motivo sempre digo, em respeito às pessoas que estudaram para esta profissão, que não sou assessor de imprensa, e sim cuido do setor de moda e imprensa do Grupo Armani Brasil”.

Carol Althaller hoje é 100% WGSN. Realmente “veste a camisa”, e entre os amigos profissionais de moda, todos sabem que ela representa o maior site de pesquisa de tendências do mundo e que é uma porta voz desse veículo.

Com um network que vem sendo construído desde que trabalhou, anteriormente com produtores de moda para a Fábia Bercsek, e também em uma assessoria de imprensa, a garota hoje sabe muito bem o que faz, e é a responsável por alinhar a comunicação da empresa, transmitindo sempre a imagem correta que as pessoas tem que ter.

Carol cuida das redes sociais (twitter e facebook), da relação com a assessoria de imprensa, e também do relacionamento com a mídia. Nos eventos, é responsável pela lista de convidados, jornalistas, influencer’s, etc.

A diretora da empresa, André Bisker, é muito bem conceituada no setor, então é de Carol também a responsabilidade de que ela esteja bem assessorada – participando de certos eventos, orientando as respostas de pautas, acompanhando fotos ou ajudando-a nas conexões certas e novas parcerias. Além de receber todos os convites, direcioná-los internamente para os editores de Londres, ela faz a ponte para que respondam pautas e solicitações do Brasil e América Latina.

Quando eles estão no país para a cobertura de semanas de moda, ela os acompanha e ajuda a promover suas visitas, seja marcando entrevistas, oferecendo-os para pautas, e apresentando-os aos designers e profissionais importantes.

Por ter essa relação forte com assessoria e profissionais de comunicação das empresas, acaba sendo também a responsável pelo conteúdo do site no Brasil. Sugere pautas para os editores lá fora e faz pesquisas para saber quais as novidades e direcionamentos do nosso mercado, transformando isso em matérias.

Carol é dessas que não pára. No dia a dia, trabalha no escritório e sai para eventos: previews, lançamentos, festas. E durante as semanas de moda em que a WGSN está sempre presente, trabalha o tempo todo correndo entre os corredores da Bienal ou no Pier Mauá.

A jovem, que começou de forma muito orgânica (estudou moda por 1 ano na Santa Marcelina, viu que não era a praia dela, e especializou-se em alguns cursos na ICF) dá a dica para os profissionais que querem seguir carreira parecida: “ficar ligado no twitter e nesse novo campo de RP online é fundamental, e hoje somos nativos da rede e conectados. Uma assessoria de imprensa está acostumada a trabalhar com veículos. Nós estamos acostumados a trabalhar diretamente com os consumidores. E temos as mesmas ferramentas que qualquer outro editor de conteúdo. Eu mesma, estou no twitter (@carolalt), e tenho um blog (sistersister.com.br), ou seja, falo de igual pra igual com as pessoas que quero alcançar. É claro que posso e consigo falar com jornalistas só de impresso também, mas a minha relação com essas pessoas é muito mais fácil a partir da internet e da igualdade que esse meio nos traz”.

E pontua: “estar atento ao mercado, a todos os nomes, todas as pessoas, quem é quem, quem está onde, e nunca, nunca, nunca passar por cima de ninguém. Até porque, nesse mundo os papéis se invertem o tempo todo e você nunca sabe onde vai estar. Mas não só por isso, porque humildade, simplicidade e boa educação são chaves para qualquer profissão, ainda mais para quem lida com o público diretamente. Parece básico, mas muita gente se esquece”.

Por: Igor Zahir – zahir@leiamoda.com.br

One thought on “RP e Moda: a visão de quem atua na área

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s