O papel do Relações Públicas quando o assunto é Moda e novas mídias

A discussão gira em torno das atividades de RP tradicionais e sua importância num plano macro em que se inserem as novas mídias. Qual a real necessidade de um press release se a internet promove o acesso instantâneo a essas informações ?

Estamos falando de moda, inovação, com pessoas ansiosas pelas últimas notícias e que propagam essas novidades de forma espontânea. Por isso a função do RP é apenas uma pequena parte, que integra um Plano estratégico multifacetado, que as marcas adotam para sobreviver no mercado atual.

Os comunicados de imprensa tradicionais foram desenvolvidos para transmitir as informações sobre determinado produto, evento ou empresa em um modelo fixo formal. E a ferramenta funcionou muito bem no mundo impresso com informação centralizada. Quando os canais de comunicação eram limitados e fixos.

Mas a mídia on line alterou as regras e tecnologias como e-mail e redes sociais tornaram crescente o uso da informalidade na linguagem escrita. Essa mudança na forma de interação aproxima de maneira simpática o leitor e se estende a um público geral. Mas de outro lado, a falta de rigor ou regras significa que muitas pessoas esquecem ou não distinguem uma escrita profissional de uma escrita pessoal.

É preciso criar um novo modelo que absorva os hábitos de interatividade e as preferências dos meios de comunicação modernos.

Os veículos especializados em moda estão interessados em idéias arrojadas, algo excitante e não um histórico completo da empresa cheia de citações dos seus executivos.

O material deve ser direcionado a cada leitor, nada de enviar o mesmo press release a todos os veículos. Um comprador, por exemplo, não se interessaria pelo histórico do designer que está por trás de determinada grife. Sua abordagem está mais para os detalhes do produto e da coleção. Assim como uma blogueira de moda não tem muito o que fazer com dados econômicos ou pesquisas dirigidas ao setor e não ao público final.

O RP ou o assessor de imprensa deve se transformar num conector, alguém que prevê, antes de mais nada, o que o jornalista gostaria de escrever.

Outro detalhe fundamental é saber que o RP não é um estrategista digital. Seu papel é trazer visibilidade aos produtos, as marcas, designers, eventos. Claro, em um mundo cada vez mais digital. Mas é o estrategista digital que projeta as iniciativas de marketing nas redes e mídias sociais, para aumentar as vendas e consolidar marca. O trabalho conjugado desses dois profissionais entregam a arte da promoção e a audiência que buscam as grandes marcas.

O RP está centrado no sucesso de suas relações interpessoais e a propagação da notícia, e não na tecnologia digital ou nas vendas. O que mudou foi o timing dessa manutenção da informação.  Temos um conjunto de atividades que andam juntas – relações públicas, estratégia digital, relações com a mídia, marketing – com envolvimento direto. E tudo deve estar em plena sintonia.

Matéria escrita por Juliana Dornelles para seu site pessoal.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s